Velocidade do carregamento do site

8 dicas para melhorar a velocidade de carregamento de um site

A velocidade de carregamento do site é uma prioridade para garantir:

Não deixe de se desenvolver profissionalmente porque está sem tempo para ler. Aperte o play acima e ouça o artigo na íntegra!

Ninguém tem paciência para esperar mais de cinco segundos para que uma página seja carregada.

Por isso, todo seu esforço de marketing pode ir por água abaixo se o seu site não estiver carregando rápido o suficiente. O cliente entra na página e sai antes que ela carregue. 

Isso amplia as taxas de rejeição do site e pode causar prejuízos em SEO. Isso só para começar.

Um cliente que chegou ao seu site por meio de um anúncio pago e não consegue acessar a página de destino representa prejuízo financeiro direto.

Considerando esses fatos criamos este artigo para ajudar você a conseguir melhorar a velocidade do carregamento do site, aproveitando, por exemplo, as funcionalidades da ferramenta Google PageSpeed ​​Insights para teste de performance de site.

8 dicas para melhorar a velocidade do carregamento do site

1. Ofereça uma excelente experiência mobile

Essa é uma das principais estratégias para melhorar a velocidade de carregamento do site. Senão for a principal.

É por isso que ela é a primeira dica de todo esse guia.

Quase tudo que é feito na internet pode ser feito por meio do smartphone. O acessos vis esse dispositivos não param de crescer.

O volume de compras já alcançam os bilhões.

Com tudo isso, o Google passou a punir sites que não oferecem boas experiências mobile.

Por isso garanta que todas as páginas do seu site tenham boa navegabilidade mobile.

Você pode testar a aparência do seu site em diferentes versões para dispositivos móveis usando o próprio Google Chrome.

Clique no menu no lado superior direito e, em seguida, em “Mais ferramentas – Ferramentas do desenvolvedor”. No lado esquerdo, você pode selecionar para ver como seu site se parece em diferentes resoluções para dispositivos móveis.

2. Compacte as imagens do site

A otimização de imagens por meio da redução do tamanho do arquivo é um dos primeiro passos para melhorar a velocidade do carregamento do site.

Para isso você pode comprimir todas as imagens do site (incluindo as usadas para publicações no blog) usando ferramentas como TinyPNG. Elas reduzem o tamanho do arquivo sem diminuir a qualidade da imagem.

Para imagens novas faça o processo de compressão antes de fazer o upload para o sistema.

Você também pode usar algumas ferramentas pagas que permitem otimizar todas as imagens em massa.

Nesses casos tenha atenção às medidas da imagem para que ela se adeque ao layout do site.

O Google oferece a opção de baixar suas imagens já otimizadas. Nesses casos você não precisará otimizá-las manualmente, uma a uma.

3. Reduza o “peso” dos arquivos CSS

Para ampliar a velocidade do carregamento do site pode ser necessário reduzir os arquivos JavaScript e CSS.

Isso acontece por meio da eliminação de itens desnecessários ao layout e configuração do site, como espaços brancos desnecessários e comentários deixados durante a codificação nos arquivos CSS e JavaScript.

Você pode usar algumas ferramentas que fazem esse trabalho removendo todos os espaços em branco e criando um novo arquivo CSS.

Se você estiver usando o WordPress, recomendo que você instale um dos melhores plugins do WordPress: Autoptimize.


4. Elimine recursos de bloqueio de renderização

O plugin Autopmize também pode ser usado para eliminar recursos de bloqueio de renderização. Entretanto, essa etapa também vai demandar conhecimento técnico para sua realização. 

5. Compacte os arquivos com GZIP

A compactação pode ser feita nas configurações do seu servidor.

Se você não for muito técnico, peça à equipe de suporte para ativar a compactação GZIP.

Essa simples etapa auxilia na ampliação da velocidade do carregamento do site.

6. Adote o CDN

Essa é uma das etapas mais desafiadoras e é provável que você preciso de um apoio profissional.

Uma CDN é uma rede de servidores localizados em várias partes do mundo. Eles são capazes de armazenar em cache a versão estática de sites, como imagens, CSS e arquivos JavaScript.

A CDN armazena cópias do conteúdo de seu site em seus servidores e, quando alguém acessa seu site, o conteúdo estático é carregado a partir do servidor mais próximo do usuário.

Para conseguir isso, entretanto, você vai precisar mover todos os arquivos estáticos do seu site (como imagens, JavaScript e arquivos CSS) para uma rede CDN, mantendo apenas o arquivo HTML em seu servidor principal.

7. Elimine scripts de terceiros

Aproveitando a deixa do tópico anterior, a eliminação de todos os scripts de terceiros é um dos passos que te ajudarão melhora a velocidade geral de carregamento do site.

8. Use o Google PageSpeed Insights para analisar a velocidade do carregamento do site

Essa ferramenta do Google é gratuita. Ela pontua sua página de acordo com a velocidade de carregamento do site.

Quanto maior a pontuação que você receber, melhor terá sido a análise de velocidade do carregamento. O valor máximo é 100.

Para fazer a análise você deve inserir a URL do site que deseja avaliar no espaço indicado.

Velocidade do carregamento do site

O Google PageSpeed ​​não melhora a velocidade do site, ele apenas fornece recomendações para melhorias em relação ao carregamento.

Conclusões para ampliar a velocidade do carregamento do site

Acima listamos as etapas mais importantes para você conseguir uma pontuação de 100 na ferramenta do Google que analisa a velocidade do carregamento do site.

Cada etapa contribui para a melhoria geral do site, por isso, é importante que todas sejam postas em prática.

Caso seja necessário você deve contar com o suporte de uma equipe de TI. Mesmo que o custo fique um pouco mais alto, não deixe de fazer as revisões.

A velocidade de carregamento do site interfere no ROI das ações de marketing e vendas. Uma velocidade de site baixa pode trazer prejuízos financeiros para a empresa.

Sua equipe já realizou um projeto desse tipo para o seu site? Se sim, quais foram seus resultados? Deixe suas experiências nos nossos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 VOOOZER

Fale conosco pelo WhatsApp