Geração de leads: 8 dicas para inovar no seu blog!

Ilustração de uma mão segurando um grande imã atraindo pessoas e dinheiro
Compartilhar:

No marketing digital, lead é aquele cliente em potencial que está passando pelos processos de qualificação de uma empresa  ou seja, se relaciona com a marca, mas ainda não fechou negócio. A geração de leads, portanto, é um processo fundamental para potencializar as vendas de uma companhia.

Sem tempo ou disposição pra ler agora? Aperte o play e escute o post na íntegra:

Isso acontece porque esses consumidores qualificados têm mais chances de se tornarem clientes, pois conhecem a marca, entendem o seu trabalho e se interessam pelas soluções oferecidas. Além de poderem começar a fazer negócios com você, essas pessoas também se tornam embaixadoras da sua marca, o que é bastante interessante.

Saiba mais sobre este importante tema e confira algumas dicas para movimentar seu blog e garantir a geração de novos leads!

A importância de pensar na geração de leads

No mercado, existem diversas ferramentas e modelos de conteúdo que, se bem utilizados, têm um papel importante na captação e geração de leads. As marcas que trabalham com marketing digital precisam ficar atentas a esses mecanismos e incorporá-los em suas estratégias para alcançar melhores resultados.

Nos próximos parágrafos, vamos dar dicas sobre oito diferentes ferramentas e formatos de conteúdo que podem ser usados para atrair mais prospects para a sua empresa. Ficou curioso? Então, não deixe de acompanhar a lista a seguir!

1. E-books

Esse é um dos mecanismos clássicos para a atração de leads. Por permitir o aprofundamento em determinado assunto, os e-books são considerados materiais ricos e extremamente eficientes na hora de chamar a atenção das pessoas. Mas, para isso, é preciso caprichar na produção do material.

Um bom e-book é aquele que entrega para as pessoas as informações que elas buscam e, com isso, contribui para o aprendizado ou solução de alguma demanda. Esquecer desses aspectos é a mesma coisa que decepcionar a sua audiência e, assim, afastar o lead ao invés de atraí-lo.

2. Webinars

Podemos traduzir webinars como conferência digital. Neles, um representante da empresa realiza uma apresentação via web para a sua audiência  que interage apenas com o envio de perguntas ao apresentador. Também é considerado um dos mecanismos clássicos de produção de conteúdo e captura de leads.

Ao contrário do que pode parecer, possui um custo de produção relativamente baixo, já que é possível gravar o webinar com um computador e um microfone. A transmissão pode acontecer tanto ao vivo quanto com uma conferência produzida de antemão. Esse modelo de conteúdo permite um contato mais próximo com sua audiência.

3. Templates

Podemos chamar de templates aqueles modelos prontos e que facilitam o trabalho em determinadas áreas. Alguns exemplos desses materiais são:

  • planilhas;
  • planejamentos;
  • apresentações;
  • slides;
  • calendários, entre outros.

Devido ao seu caráter prático, eles acabam atraindo bastante pessoas. Porém, na hora de formatar um template, não deixe de inserir instruções de como usar o material. Ou então, desenvolva um modelo que seja autoexplicativo. Caso contrário, no lugar de facilitar o trabalho das pessoas, você apenas o dificultará  o que vai gerar resultados ruins para a sua estratégia de divulgação.

4. Quiz

Os quizzes vêm ganhando bastante espaço na internet e aparecem em diversas plataformas. Portanto, é um formato de conteúdo que chama bastante atenção do público. Além de serem relativamente fáceis de produzir.

Outro ponto positivo do quiz é que ele possui um potencial alto de se tornar um conteúdo viral, já que oferece um material interativo, divertido e único para os internautas. Ele também estimula as pessoas a compartilhar o teste com mais facilidade, o que aumenta o alcance da sua publicação e, consequentemente, da sua marca.

5. Infográficos

Um conteúdo que pode ser difundido de várias formas, os infográficos oferecem uma representação visual do material que está você oferecendo. Neles, texto e imagem se misturam, levando informações de maneira fácil, dinâmica e com linguagem bastante acessível a todos os tipos de usuários.

A montagem do infográfico pode parecer complicada e até mesmo assustar quem não possui muita experiência com esse tipo de conteúdo. Mas, atualmente, já existem diversas ferramentas  algumas gratuitas  que facilitam bastante esse trabalho.

6. Áudio e captura de e-mails

Smartphones e tablets permitiram que os trabalhos de comunicação na internet chegassem em outro nível. Com capacidade de suportar diferentes formatos de mídia, esses dispositivos móveis caíram nas graças do público. Assim, publicações em áudio e podcasts passaram a ganhar espaço nas estratégias on-line.

E eles podem ser usados para um trabalho de captação de lead. Players, como o oferecido pelo Vooozer, possuem a opção de tocar o conteúdo em áudio em troca do e-mail do lead, o que abre caminho para um trabalho de relacionamento com essa pessoa. Além disso, também permitem que você monitore o prospect.

7. Otimização de conteúdo

Bom, a otimização de conteúdo não é uma ferramenta em si, mas depende de alguns sistemas para ser desenvolvida e, por isso, encaixamos neste tópico. Os buscadores da internet são responsáveis por direcionar tráfego e gerar leads, o que os torna bastante importantes nas estratégias de marketing digital.

Técnicas como Search Engine Optimization (SEO), Search Engine Marketing (SEM) e Custo por Click (CPC) devem ser pensadas para melhorar a sua presença digital e, com isso, atrair mais prospects para o seu negócio. Mas fique atento às especificações de cada uma delas, pois são desenvolvidas de maneira diferente.

8. Ferramentas diversas

Citamos nos tópicos anteriores algumas ferramentas específicas, mas no mercado existem diversos modelos que ajudam na geração de leads  o que nos leva a abordá-las de maneira mais genérica. Podemos dizer que as ferramentas são o próximo passo dos templates, pois resolvem problemas mais complexos.

Por oferecerem boas soluções para as pessoas e empresas, a construção de ferramentas envolve um certo trabalho, sobretudo em sua programação, mas os resultados costumam ser excelentes. Além disso, elas também podem serem usadas para melhorar os seus processos internos.

No marketing digital, por exemplo, é possível encontrar ferramentas que fazem:

  • diagnóstico de marketing e vendas;
  • geração de personas;
  • criação de jornadas de compras;
  • calculador de teste A/B, entre outras possibilidades.

Para acessar esse material, é preciso fornecer um endereço de e-mail, o que gera leads.

Gostou deste artigo sobre conteúdos e ferramentas para a geração de leads? Quer saber como captar ainda mais prospects? Então, entre em contato com o Vooozer e tire todas as suas dúvidas!

2 thoughts on “Geração de leads: 8 dicas para inovar no seu blog!

  1. Uso bastante infográficos e são uma excelente forma de capturar leads. Mas a dica dos templates é matadora! Vou trabalhar nisso.
    Valeu pela excelente publicação!

    1. Oi, Rogério!

      Que bom que gostou, fico satisfeito.

      Eu também gosto bastante de infográficos, acho que dá uma leveza e agilidade para o conteúdo.

      Sobre os templates, uma sugestão para o seu primeiro é pegar alguma planilha ou ferramenta de controle do seu dia a dia e transformar em template para os seus visitantes.

      Abraços!

Deixe uma resposta