Blog para e-commerce: entenda o que você precisa saber

Ilustração de uma folha de papel impressa e um lápis à frente de um laptop.
Compartilhar:

Ter um blog para e-commerce já se tornou uma real necessidade no mercado atual. Por meio da produção de conteúdo relevante, a empresa consegue aumentar o seu engajamento e ganhar autoridade em seu segmento. Que podem resultar em uma maior fidelização de seus clientes. Esta atitude também melhora o seu posicionamento orgânico em mecanismos de busca, entre vários outros benefícios.

Que tal escutar essas explicações ao invés de ler? Aperte o play e descanse a vista!

Elaboramos este artigo para demonstrar algumas das vantagens de criar um blog para a sua loja virtual. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

1. Aumento de visitantes

Gostaria de aumentar o número de visitantes do seu e-commerce sem ter que pagar mais anúncios para atrair essas pessoas? Um blog é capaz de transformar um desejo como este em realidade. Tudo isso acontece por meio do tráfego orgânico. Isto é, os links não pagos das páginas que aparecem nos resultados de buscas feitas em plataformas como o Google, Yahoo, Bing, entre outros.

Vamos pegar uma loja que vende cosméticos e outros itens de beleza como exemplo. Ela pode fazer postagens em seu blog sobre dicas de maquiagem, penteados para ocasiões especiais, entre outros assuntos do gênero. Quase sempre mencionando algum dos produtos disponíveis no e-commerce como referência dentro do texto.

Esses assuntos, que devem ser de interesse do público-alvo do e-commerce, acabam fazendo com que os consumidores em potencial encontrem o seu blog durante pesquisas na internet e esbarrem com os produtos mencionados nos textos. Gerando mais visitas para o e-commerce sem que você tenha que aumentar os gastos com anúncios.

2. Engajamento maior

Os textos do seu blog não têm apenas o objetivo de atrair possíveis clientes com menos custos. Fazer uso de textos, vídeos e outros tipos de mídias com informações para o público é parte de uma estratégia conhecida como marketing de conteúdo. Nela, o objetivo é atrair e engajar os clientes por meio de conteúdos que possam melhorar a experiência do consumidor de diferentes maneiras, apenas pelo compartilhamento do conhecimento.

Se um e-commerce de cosméticos dá dicas legais de como montar o seu visual, é provável que as pessoas interessadas nesse assunto continuem a acessar aquele site. Um dos vários benefícios disso é que o público acaba criando uma familiaridade com a sua marca ou loja. Sendo esse o primeiro passo para a fidelidade.

Outro benefício é que conteúdos com dicas e notícias relevantes têm mais chances de serem compartilhados nas redes sociais e indicados para amigos. Aumentando, então, o alcance do seu negócio. Para isso, é importante que o blog tenha um calendário de postagens bem estruturado. Que leve em consideração os temas mais procurados ou que são mais pertinentes para o negócio naquele momento.

3. Criação de lista

Os textos presentes em seu blog servem como uma ótima porta de entrada para uma lista de e-mail. O processo mais comum é que, ao final do texto, seja feito um convite ao leitor para que ele se cadastre em uma lista de e-mail do e-commerce.

As pessoas cadastradas costumam receber não só promoções. Mas notificações de novas postagens, dicas dentro do próprio e-mail e recomendações de algum item em específico que esteja relacionado com os gostos apresentados por elas.

A possibilidade de enviar e-mails personalizados é uma grande vantagem para qualquer e-commerce. E se textos servem como porta de entrada para uma lista de e-mail, investir em blogs mostra-se como uma ótima opção.

4. Autoridade no mercado

Um e-commerce com um blog bem atualizado passa mais credibilidade. Principalmente para pessoas que ainda não compraram nada na loja. Mostrar que realmente entende do assunto e que, constantemente, marca presença na internet, serve para afastar várias suspeitas de quem tem dúvidas sobre a loja. Já que, dificilmente, lojas menos sérias se dão tanto trabalho assim.

Além disso, muitos textos podem ser utilizados para auxiliar seus possíveis clientes a tomarem decisões de compra. É normal que pessoas que procuram por itens mais caros, como um smartphone, façam pesquisas não só de preço, mas também de características de diversos modelos. Ao apresentar um bom conteúdo que explica as vantagens e desvantagens de certos itens, as probabilidades do leitor se transformar em um cliente aumentam.

5. Retargeting (Remarketing)

O retargeting, também conhecido como remarketing, é uma técnica que permite que anúncios personalizados sejam exibidos para pessoas que interagiram com algum tipo de conteúdo da sua empresa pela internet.

Esse conteúdo pode ser um vídeo no YouTube, uma página de produto ou um texto de um blog. Ao adotar essa estratégia, a sua empresa tem a chance de exibir anúncios personalizados para aquela pessoa que já demonstrou ter algum tipo de interesse real, direto ou indireto, a um determinado produto.

Caso seja uma pessoa já cadastrada em sua lista, isso permite que e-mails personalizados sejam enviados para ela. O que pode aumentar a sua taxa de conversão.

6. Captação de dados relevantes

Analisar o comportamento dos visitantes de um blog, por meio de ferramentas como o Google Analytics, pode dar ótimas dicas de quais passos o seu negócio precisa tomar para melhorar o desempenho.

Você pode descobrir, por exemplo, que há uma grande procura por dicas de como usar um determinado tipo de produto. Algo que pode servir como um indicador de que a experiência do cliente com aquela linha de produtos está comprometida de alguma forma.

Todos os dados referentes ao blog têm algum significado. Imagine que um texto sobre um produto específico tem muitos acessos e que esses acessos são convertidos em cliques para a página do produto. Mas, mesmo assim, as vendas dele não aumentam. Isso diz que o consumidor tem interesse naquele produto. Mas na hora de apertar o botão de compra, algo que o faz mudar de ideia acontece.

Esse tipo de comportamento serve como uma pista para que você encontre possíveis erros ou problemas em seu e-commerce que talvez não estivessem em evidência sem a ajuda de um blog.

Reduzir custos, atrair mais visitantes, estreitar laços com os consumidores e personalizar suas campanhas de comunicação para novos e velhos clientes são alguns dos benefícios que um blog para e-commerce pode trazer.

Gostou deste artigo? Conseguiu entender as vantagens de fazer um blog para a sua loja virtual? Então, deixe um comentário para tirar suas dúvidas ou compartilhar suas experiências.

Deixe uma resposta